Função da água para os cães

Saúde

Em termos de sobrevivência, a água é o nutriente mais importante do corpo. Embora os animais possam sobreviver a uma perda de quase toda a gordura e mais da metade da proteína corporal, uma perda de 10% de água resulta em morte.

A água constitui cerca de 70 a 85% do peso corporal no animal ao nascimento e entre 45 a 60% do mesmo na idade adulta. A porcentagem da água corporal diminui significativamente com a idade do animal e com o aumento da deposição de gordura corporal. A água dentro das células é necessária para a maioria dos processos metabólicos e reações químicas, é importante para regulação de temperatura, e é um componente da digestão normal e a eliminação de produtos residuais pelos rins.

Os animais de estimação obtêm água dos alimentos, água metabólica e água potável. Se o teor de água dos alimentos é aumentado ou diminuído, a maioria dos animais de estimação são naturalmente capazes de alcançar balanço hídrico aumentando ou diminuindo sua ingestão voluntária de água potável, porém deve-se ter maior preocupação com animais debilitados, com certos tipos de morbidades e idosos.

Funções da água

 

  • Constituintes dos fluidos corporais: cérebro-espinhal (protege o sistema nervoso); sinovial (lubrifica as juntas); auricular (transporte de ondas sonoras); intra-ocular (importante no processo da visão); líquido amniótico (protege o feto);
  • Regulação da pressão osmótica intracelular realizada através da ingestão e eliminação de água e/ou eletrólitos na urina;
  • Regulação da temperatura corporal devido a seu alto calor específico e ao uso dos mecanismos de evaporação cutânea e pulmonar;
  • Principal componente das secreções animais: leite, secreções hormonais e enzimas digestivas, fetais e do crescimento;
  • Participa nos processos de hidrólise na digestão, a absorção dos nutrientes no trato digestivo, o transporte de todos os componentes químicos do organismo, o metabolismo intermediário nos tecidos e a excreção de seus produtos o que a faz ser o solvente universal;
  • Componente corporal com maior taxa de reciclagem;
  • Boa condutora de eletricidade o que é importante na transmissão neural;
  • Participante da homeostase orgânica mantendo o equilíbrio ácido-base.

Ingestão e absorção da água no organismo dos cães 

 

A necessidade de água é provavelmente de três origens: água de bebida, água dos alimentos, além da água metabólica, produzida pela oxidação metabólica dos nutrientes.

A água de bebida é a fonte principal para os cães e apresentam certas características que afetam sua qualidade e, por consequência, seu consumo.

 

1.Água para consumo direto ou água de bebida

É a principal fonte para os animais, devendo apresentar certas características que afetam sua qualidade, e consequentemente, seu consumo. Abaixo, A Quinta lista alguns fatores que afetam seu consumo voluntário pelos cães:

 

  • Temperatura e umidade relativa do ambiente: normalmente o consumo de água aumenta quando o animal está fora das suas condições de conforto. Os animais diminuem a ingestão voluntária de água quando a temperatura desta água é menor que 6° C ou superior a 36° C;
  • A qualidade da água afeta o seu próprio consumo: a água de boa qualidade para consumo deve ser incolor, insípida e inodora, com pH entre 7,0 e 7,2 e livre de contaminação bacteriana;
  • Cães que consomem dieta natural tem o consumo voluntário de água na forma de água de bebida bem mais baixo que os cães que consomem ração seca, isso porque, os alimentos úmidos, como as dietas d’ A Quinta possuem de 70 a 80% de umidade, o que favorece o consumo de água principalmente em animais debilitados, imunodeprimidos e idosos que precisam de estímulo ao consumo voluntário.

2. Água contida nos alimentos

Como comentado acima, as rações secas extrusadas contêm baixa quantidade de água, entre 7 a 12%, enquanto o alimento úmido, como o caso de uma dieta d’ A Quinta possui em torno de 70 a 80% de água. Os cães apresentam uma capacidade compensatória de regular seu consumo de água de bebida de acordo com o consumo de alimento, seja ele seco ou úmido, porém, muitos cães debilitados ou com certos tipos de morbidades, exemplo do cão renal, não consegue regular de forma eficiente seu consumo de água e a desidratação pode ocorrer. 

 

3. Água metabólica

A água produzida pela oxidação das substâncias que contém hidrogênio em sua fórmula (carboidratos, proteínas e gorduras) nos tecidos animais. Inúmeras estimativas sugerem que a oxidação dessas macromoléculas produzem água metabólica. Porém, a água metabólica responde somente por 5 a 10% das necessidades diária de manutenção de um cão adulto, com exceção de cães de trenó, que por ter uma dieta muito rica em gordura, isso gera alta quantidade de água no seu metabolismo. Além disso, ela pode suprir as necessidades diárias de alguns animais de hibernação ou em condições desérticas, como os ursos e camelos, respectivamente.

Necessidade de água pelos cães

 

A necessidade de água de qualquer animal representa a soma das perdas de água pelo corpo (urina, fezes, evaporação e respiração), mais as perdas associadas a reprodução (leite e parição), mais uma parcela destinada ao crescimento quando o animal é jovem, que apresenta maior atividade dos tecidos e menor conteúdo de gordura corporal.

 

Na prática, pode-se considerar  de 50 a 75mL de água para cada quilo de peso corporal por dia, como sendo a necessidade de água de um cão adulto. Existem outros métodos de cálculo, como por exemplo: para cães e gatos adultos saudáveis é cerca de 2,5 vezes a quantidade de matéria seca (MS) consumida como alimento, ou seja, a quantidade de alimento (descontando a água) que seu cão consome por dia. Por isso que existe uma correlação positiva com o alimento mais seco, quanto mais seco o alimento, mas ele consome água de bebida. Além do nível de cloreto de sódio (sal) e proteína da dieta também influenciarem o consumo de água pelo animal.

 

Consulte seu médico veterinário caso verifique possíveis alterações de consumo de água associado a uma desidratação e aumento da concentração de urina, principalmente se seu animal consome dieta seca extrusada.

Compartilhar

A revolução da alimentação de verdade chegou!